Mensagem de Natal e ano novo


Olá,

Lá se vai mais um ano. Passou rápido.  Ontem era janeiro, hoje dezembro. Ontem dizíamos “este ano”, hoje dizemos “o ano que vem”. A percepção do tempo é cada vez menor como já escreví na mensagem do penúltimo Natal. Como humanos, pensamos sempre nas necessidades futuras, não apenas no aqui e agora, assim, cada vez mais o futuro se distancia e corremos ainda mais para alcançá-lo.
Fizemos o que planejamos? Planejamos o que fizemos?

Os últimos meses me proporcionaram a oportunidade para refletir um pouco mais sobre o que é verdadeiramente importante em nossas vidas. Certamente cada um de nós tem a sua opinião a respeito, os livros de auto-ajuda contribuem para isso, além de muitas outras formas de crença que povoam o nosso convívio.

Uma das coisas que tem me ocupado meus pensamentos cada vez mais é o que fazemos verdadeiramente para ter um mundo um pouco melhor para nossos filhos, netos e para nós mesmos, afinal de contas, ainda viveremos muito tempo.

Não falo aqui de decisões meramente administrativas, do tipo: “ mandei fazer” ou “fiz” quando na verdade outros fizeram e você só pousou na foto cerimonial. Estas ações mais gerenciais ou corporativas são importantes, mas não nos eximem de agir como pessoas, de desvestir o uniforme do “homus empresarialis” e colocar, mesmo que um pouqinho, a mão na massa.

Isso também não significa dar uma esmola ou comprar um presente para alguma criança pobre da periferia. Fazer algo para um mundo um pouco melhor, é um gesto de comprometimento, não de simples apoio. É participar e não dar somente as ordens. É incorporar isso como um valor pessoal, antes de ser um valor pendurado na parede de seu escritório ou algo para ser dito e fazer bonito em uma roda de amigos.

A criatividade é sua, não escrevi para dar receitas, pois quem sou eu para tê-las e ditá-las? Quero apenas provocar sua reflexão, neste momento de maior calor humano em que comemoramos o Natal e a passagem de ano.

Como os anos se passam e o que fica é história, o que vem pode ser sempre diferente. Para viver o futuro, isto é, o que temos de vida pela frente, trago aqui, na sabedoria de uma grande poetisa brasileira, uma sugestão em forma de poesia:

Saber Viver  – Cora Coralina

Não sei… Se a vida é curta
Ou longa demais pra nós,
Mas sei que nada do que vivemos
Tem sentido, se não tocamos o coração das pessoas.
Muitas vezes basta ser:
Colo que acolhe,
Braço que envolve,
Palavra que conforta,
Silêncio que respeita,
Alegria que contagia,
Lágrima que corre,
Olhar que acaricia,
Desejo que sacia,
Amor que promove.
E isso não é coisa de outro mundo,
É o que dá sentido à vida.
É o que faz com que ela
Não seja nem curta,
Nem longa demais,
Mas que seja intensa,
Verdadeira, pura…
Enquanto durar…

A todos, um grande abraço, o desejo de um feliz Natal e um excelente ano novo.

Link para quem quiser ler a Mensagem de Natal de 2007

Esse post foi publicado em Motivação e engajamento, Pensamentos e insights e marcado , , , , , , , , , . Guardar link permanente.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s